Categorias
Destaques

MÁSCARA SOLIDÁRIA SOLUMEDI: arrecadações da unidade em Cambé-PR são entregues à instituição social

Em mais uma campanha de arrecadação de alimentos e roupas, a SOLUMEDI, que desta vez contou com a solidariedade dos Cambeenses, em 21 de agosto de 2020, fez a entrega das doações ao Lar Santo Antônio que, no ato, foi representado pela Irmã Aparecida Jardini. A ação, feita em Cambé-PR, demonstra mais uma vez que a empatia e a preocupação dos que fazem a família Solumedi com aqueles que passam por necessidades é inerente a todos franqueados e usuários. “Foi emocionante saber que estamos ajudando de alguma forma as pessoas mais necessitadas… Para nós é um prazer ajudar! Isso nos deixa muito felizes e, esperamos em breve, fazer outra ação semelhante.” São unanimes LUCINEIA e LUCIANA, atendentes de unidade e coordenadoras da iniciativa.

A campanha também ocorreu em Caxias do Sul-RS onde a receptividade e a solidariedade se fez presente nos corações daqueles que compreendem do valor imensurável de uma boa ação e da doação. Por isso, conscientes da responsabilidade e compromisso que possuem diante da sociedade, a SOLUMEDI e seus franqueados, em todos os aspectos, prezam pela saúde e bem-estar do cidadão e não só proporcionam acesso a médicos e exames a baixo custo como também se solidariza com a difícil situação que o momento impõe a tantos.

 

Categorias
Destaques Sem categoria

EVITANDO ACIDENTES DOMÉSTICOS

Apesar da flexibilização da quarentena em quase todos os estados, sabemos que o receio de contrair o Covid-19 ou passar para alguém amado, mudou os hábitos de centenas de milhões de pessoas que, em sua maioria, estão passando mais tempo em casa. É fato que a realidade mudou nos últimos meses, e todos estamos lutando para nos reerguer, reinventar, ou reparar os danos de nossa estrutura pessoal ou profissional causadas por esse vírus.

A flexibilização ainda está em adaptações em muitos lugares, todos tentam retornar a rotina que foi interrompida, mas, no geral, ir para o trabalho ou em busca de um, ir ao supermercado, drogaria ou executar uma tarefa de real necessidade são os principais motivos que nos leva a sair da segurança do lar… Segurança!? Sim, quando falamos em lar, imaginamos o lugar mais seguro do mundo e jamais supomos que algo ruim pode ocorrer sob nosso teto, que algum acidente possa acontecer e alguém se machucar gravemente. Mas, temos que considerar essa possibilidade e tentar prevenir o pior! Principalmente porque a quarentena não acabou para muitos, já que em milhares de lares existem idosos que precisam manter o distanciamento social, e crianças ávidas por entretenimento, diversão, algo onde possam extravasar o vigor que a idade e a saúde lhes concedem. O fato nos leva a atentar aos cuidados básicos para a prevenção de acidentes domésticos, mesmo que tenhamos que mudar hábito, mudar móveis de lugar ou adaptar outros para que nossa casa fique mais segura para aqueles que amamos.

 

ACIDENTES MAIS COMUNS EM CASA:

 

QUEDAS

Essa é uma das mais frequentes causas de mortes ou de acidentes domésticos graves envolvendo idosos e também as crianças. Portanto, é necessário estar sempre atento às condições do ambiente, principalmente com relação a organização e liberação dos acessos e áreas de circulação. Segue abaixo algumas medidas básicas que podem tornar seu lar um ambiente mais seguro.

 

MEDIDAS DE SEGURANÇA PARA PROTEGER CRIANÇAS E IDOSOS DE QUEDAS

  • Acessos às escadas deverão estar bloqueados com portões na descida e descida, em caso de crianças, e deverão ter corrimões, no caso dos idosos. Além disso, nada de tapetes próximos ao seu acesso tanto na descida quanto na subida;
  • Barras devem ser colocadas no banheiro ao lado do vaso sanitário e nas paredes próximas ao chuveiro, em caso de idosos;
  • Crianças menores de seis anos devem ficar na parte de baixo do beliche, mas se não tiver escolha, instale grades nas laterais;
  • Deixar todos os cômodos sempre bem-iluminados também pode fazer a diferença na hora de enxergar obstáculos no caminho;
  • Em todos os ambientes, tapetes devem ser evitados, mas caso sejam indispensáveis dê preferência aos antiderrapantes que grudam no chão e não oferecem risco de deslizar ao ser pisado;
  • Evitar deixar o piso do banheiro molhado e usar tapetes antiderrapantes, principalmente na área do banho, caso o piso já não seja o indicado a evitar quedas;
  • Evite deixar a criança até 4 anos sozinha em todo e qualquer ambiente da casa;
  • Instalar grade ou redes em janelas e na varanda;
  • Mantenha janelas e varandas fechadas;
  • Nunca deixe uma criança pequena sem assistência sobre uma cama ou mesa de troca de roupas. Tenha sempre à mão todos os objetos necessários para a troca de fraudas ou pós banho;
  • Os móveis (mesa, cadeira, cama, sofá, banco etc.) devem ficam longe das janelas, nunca embaixo.

 

QUEIMADURAS

Além de ser tão comum quanto as quedas, as queimaduras ocorrem em sua maioria com crianças e idosos também. Com os pequenos, geralmente acontece quando cercam os adultos enquanto fazem a refeição e a panela fumegante em cima do fogão ou o forno quentinho, atrai a atenção.  Já com os idosos, os acidentes acontecem enquanto eles estão preparando a refeição e, como a agilidade e os reflexos não são os mesmos…

 

MEDIDAS DE SEGURANÇA PARA PROTEGER CRIANÇAS E IDOSOS DE QUEIMADURAS

  • A toalha da mesa de jantar, preferencialmente, não deve ter sobras nas pontas, assim evita que a criança puxe e derrube sobre si objetos ou alimentos quentes;
  • De preferência usar o álcool para higienização das mãos quando estiver fora de casa. O álcool é inflamável, até mesmo o em gel, e não é incomum termos contato com fontes de calor nos afazeres do lar;
  • Evitar que crianças tenham contato com álcool, fósforos, isqueiros e produtos químicos que podem causar queimaduras cutâneas;
  • Extremo cuidado no uso de eletrodomésticos que atingem altas temperaturas como por exemplo torradeiras, grills, fornos e micro-ondas. Manter a criança longe e ter a certeza de que o idoso está apto a usar;
  • Mantenha as panelas com seus cabos voltados para trás e para dentro;
  • Manter crianças longe da cozinha, principalmente nos horários de preparo das principais refeições e quando estiver usando o forno;
  • Não beba líquidos quentes com seu filho no colo e os mantenha fora do alcance dele;
  • Não permita que as crianças liguem torneiras de água quente;
  • Nunca deixe o ferro ligado com o fio desenrolado. Além da alta temperatura, é perigoso pelo seu peso e pela ligação à eletricidade;
  • Verifique a temperatura da água do banho do bebe com o cotovelo para ter certeza se não está muito quente.

 

AFOGAMENTOS

Um acidente que ocorrer mais com crianças, pois elas não têm a noção de perigo ou coordenação motora o suficiente para se salvar em alguma situação de perigo envolvendo a água.

 

MEDIDAS DE SEGURANÇA PARA PROTEGER CRIANÇAS DE AFOGAMENTOS

  • Coloque braçadeiras ou coletes nas crianças que não sabem nadar, mesmo quando elas estão a brincar ao pé da piscina, pois se escorregarem e caírem para dentro da água estarão mais protegidas;
  • Esvazie piscinas infantis após o uso e as guarde longe do alcance das crianças;
  • Evite deixar recipientes como banheiras, baldes ou bacias com água. Sempre que terminar o uso esvazia-los e guarde-os fora do alcance dos pequenos, contudo, se necessário reservar a água, procure manter os recipientes sempre fechados;
  • Não deixe seu filho só na banheira! Mesmo com água rasa é perigoso, uma vez que são necessários apenas alguns segundos para que ocorra o risco de um afogamento;
  • Nunca deixe uma criança sozinha na piscina, seja em que circunstância for. Muitos afogamentos de crianças até aos 4 anos ocorrem porque os adultos se ausentam por “um minuto”;
  • Se sua casa tiver piscina, instale cerca ou grades que não possam ser escaladas, que tenham portões com cadeados ou trava de segurança que dificultem o acesso. Caso não haja meios de instalar cerca, deixe-a sempre com rede de proteção e mantenha-se atento;
  • Se tiver crianças pequenas em casa, considere usar travas de segurança nas tampas dos vasos sanitários.

 

ASFIXIA E OU SUFOCAÇÃO

Acidente que pode acontecer com idosos, mas que ocorre com mais frequência em crianças menores de 7 anos. Mas, vale lembrar que o perigo de sufocações estão presentes desde os primeiros meses de vida, pois ao ingerir o leite materno em excesso o bebê corre o risco de engastar.

 

MEDIDAS DE SEGURANÇA PARA PROTEGER CRIANÇAS E IDOSOS DE ASFIXIA E SUFOCAÇÃO

  • A criança também corre o risco de morrer sufocada por cobertores, lençóis, protetores e outros acessórios meramente decorativos. Neste caso, deixe os braços do bebê para fora da coberta e com isso evite que o corpinho dele fique sob coberta e, no caso dos acessórios, evite usa-los e, se necessário usar, avalie a forma mais segura e fique atento;
  • Após o bebê mamar, não deve deita-lo sem que tenha dado aquela arrotadinha;
  • Assegurar-se que os brinquedos estejam de acordo com a faixa etária da criança, que sejam de boa qualidade e certificados pelo INMETRO. Sem partes afiadas ou perfurantes e que não produzam sons muito altos;
  • Assegure-se de que os espaços entre as barras do berço ou cercadinho estejam adequados para que o bebê não prenda a cabeça;
  • Cobertores e lençóis devem ser presos no pé da cama, para evitar asfixia;
  • Fique atento na hora da refeição, pois muitas vezes grãos ou líquidos descem através do trato respiratório causando engasgo e sufocamento. Este tipo de ocorrência, pode também acontecer com idosos, principalmente com os que apresentam fragilidade física e debilidade decorrentes da própria idade;
  • Não deite o bebê de lado ou com a barriguinha para baixo, pois nestas situações, além de ser uma posição instável, em que os bebês podem rolar, elas podem aspirar o próprio vômito;
  • Não deixar objetos pequenos ao alcance das crianças;
  • Não deixar objetos pequenos, tais como botões, moedas, contas ou até mesmo grãos de alimentos crus, que geralmente são levados à boca, ouvido e nariz;
  • O bebê deve ser colocado para dormir de barriga para cima, pois se o mesmo vomitar, a tendência é tossir ou chorar, e com isso chamar a atenção dos pais;
  • Os brinquedos que contêm partes pequenas devem ser guardados em caixas ou locais que possam ser fechados. A criança só deve brincar com ele sob a supervisão de um adulto;
  • Sacos plásticos devem ficar fora do alcance de crianças que pode pôr na cabeça e se sufocar.

 

INTOXICAÇÕES

Ocorrências comuns em crianças e, infelizmente, pode ocorrer em várias situações e por meio de vários agentes. Mantenha-se atento!

 

MEDIDAS DE SEGURANÇA PARA PROTEGER CRIANÇAS E IDOSOS DE INTOXICAÇÃO

  • Armazenar produtos de limpezas em armários fora do alcance de crianças. Se isso não for possível, colocar trincos ou cadeados nas portas dos armários;
  • Atenção ao cheiro, estado de conservação e validade dos alimentos que serão ingeridos;
  • Bebidas alcoólicas devem ser acondicionadas em armário com tranca e longe do alcance das crianças;
  • Evitar deixar produtos químicos em locais baixos e sem trancas;
  • Manter os produtos de limpeza em seus recipientes originais! Fazer a reutilização de garrafas pets de refrigerante pode confundir as crianças que corre o risco de ingerir;
  • Os medicamentos, perfumes e cosméticos também devem ser deixados fora do alcance dos pequenos, inclusive fora do seu alcance visual para não despertar sua curiosidade.

 

CHOQUES ELÉTRICOS

Mesmo sendo as crianças a maioria das vítimas, esse acidente não se restringe a uma faixa etária e é uma das maiores causas de um acidente doméstico.

 

MEDIDAS DE SEGURANÇA PARA PROTEGER A TODOS DE UM CHOQUE ELÉTRICO

  • Desligue sempre da tomada os aparelhos elétricos;
  • Dificulte o acesso das crianças aos fios. As extensão e fios de eletrodomésticos devem ter apenas dimensões suficientes para o alcance da tomada;
  • Não ligue vários equipamentos em uma mesma tomada, além de um choque na hora de desconectar alguma, essa atitude pode evitar incêndios;
  • Nunca desconecte o aparelho da tomada puxando pelo fio, sempre pelo plugue, pois com o tempo a capa que reveste o fio pode se romper, expor o mesmo e causar choques;
  • Ponha protetores nas tomadas;
  • TVs e outros aparelhos devem ser colocados sobre móveis firmes e estáveis.

 

MAIS DICAS PARA EVITAR ACIDENTES

  • Antes de comprar uma planta nova, verifique se ela não é venenosa e apresenta perigo para seus filhos;
  • Ao lavar a louça e colocá-la no escorredor, os cabos dos talheres devem ficar para cima. Nunca deixe expostas pontas de facas ou de garfos. Sempre que limpos e secos, devem ser guardados em gavetas e armários com travas;
  • Churrasqueiras devem ter fixação adequadas e mantidas longe das crianças, não deve se utilizar álcool liquido, pelo risco de incêndio;
  • Evitar deixar banquinhos no banheiro e sempre esvaziar a banheira depois de usá-la;
  • Lembre-se de trancar o carro, especialmente o porta-malas. Além disso, mantenha as chaves e controles automáticos guardados em local que a criança não alcance;
  • Mantenha móveis longe de cortinas ou persianas. As cordas que regulam as mesmas podem trazer o risco de estrangulamento, especialmente para os menores. Mantenha-as fora do alcance!
  • Manter telefone em fácil acesso em caso de necessidade para pedir socorro. Instruir as crianças de como proceder caso ela presencie algum acidente com alguém em casa;
  • Não permita que as crianças brinquem na garagem e, ao manobrar o carro, certifique-se de que não há nenhuma por perto;
  • Não se deve fumar na cama, para evitar o risco de incêndio;
  • Não tenha armas em casa! Se tiver, guarde-as descarregadas, munição separada da arma e longe do alcance das crianças e adolescentes;
  • No banheiro, secadores e lâminas cortantes devem ser guardados em local seguro;
  • No caso do aquecedor ser a gás, controlar a chama e fazer a manutenção periódica, além de manter o banheiro bem ventilado;
  • O piso do banheiro deve ser com materiais antiderrapantes;
  • Se houver lixeira na área de serviço, que a mesma tenha tampa com trava;
  • Se tem criança em casa, dê preferência a móveis com quinas arredondadas;
  • Verifique se os botões do fogão foram fechados corretamente após o uso. O ideal é que o botijão fique fora da cozinha.
Categorias
Bem estar e Saúde

BRINCADEIRAS PARA PAIS E FILHOS

Muitas vezes, momentos simples entre pais e filhos se tornam inesquecíveis, principalmente pela atmosfera de afeto e confiança que os envolve. Não existe nada tão empolgante quanto algumas horas de diversão e brincadeiras em família. É brincando que podemos fortalecer vínculos e nos fazemos presentes no universo lúdico de nossos filhos, onde temos a oportunidade de conhecê-los e compreendê-los melhor, onde as regras são, simplesmente, soltar a imaginação e sorrir.

É certo que tanto mãe como pai podem brincar de tudo com a criança, no entanto, é o pai que consegue deixar tudo um pouco mais empolgante, com ares de aventura. É ele quem geralmente os filhos querem impressionar, mostrando o quanto são hábeis, fortes, inteligentes… Portanto, que tal aproveitar o tempo livre para extravasar um pouco as energias e se livrar do estresse?  Vamos brincar!!!

 

A LETRA MÁGICA

Todos os participantes escolhem uma letra do alfabeto. Na sua vez, a criança recita uma frase em que todas as palavras comecem pela letra escolhida. Quem se enganar, ou não falar nada, é eliminado. A frase mais engraçada ou inteligente marca um ponto. O vencedor é quem obtiver mais pontos.

 

ACAMPAMENTO

Que tal pegar aquela barraca que está guardada há anos esperando por uma viagem e montá-la no jardim para passar a noite com os filhos do lado de fora da casa? São momentos memoráveis, mesmo que a brincadeira dure apenas algumas horas.

 

AMARELINHA

Faça o desenho da amarelinha no chão e enumere os quadrados de 1 a 10. A criança joga uma pedra na primeira casa e, pulando com um pé por casa, vai até a última. Na volta, pega a pedra do chão. Na próxima rodada, joga a pedra na casa 2 e vai até o fim lembrando que só um pé pode ocupar uma casa. E assim sucessivamente. Não pode colocar dois pés em uma casa e errar a sequência dos números.

 

ANDAR DE BICICLETA

Além de um bom exercício, andar de bicicleta em uma pracinha, parque ou local adequado para a atividade, na companha de nosso pai e empolgante. Lembrando que não podemos esquecer de todos os equipamentos de segurança!

 

BATENDO BAFO

Vale bater figurinhas de super-heróis, princesas, desenhos animados, jogadores de futebol… Sentados no chão e com as figurinhas com as faces voltadas para o piso, os participantes, cada um em sua vez, dá tapas com mãos côncavas para ver quem consegue desvirar a figura. Enquanto o participante tem sucesso ele mantém a vez no jogo. Ganha quem conquistar mais figurinhas.

 

BATE BOLA

Seja no videogame, no tabuleiro de botão, no pebolim ou no campinho, jogar futebol costuma ser um ensinamento que passa de pai para os filhos.  E mesmo que ele não seja um craque no domínio da bola, o que vale é a brincadeira e os laços de amizade que se formam.

 

BALÃO FUJÃO

Trace uma linha de partida e uma de chegada. Cada jogador segura uma bexiga e um pedaço grande de papelão. Ao sinal do mestre, cada criança coloca sua bexiga no chão e a abana com o papelão, na direção da linha de chegada, e a traz de volta da mesma forma. O primeiro que terminar o percurso, ganha a corrida.

 

BATATA QUENTE

Com uma bola em mãos, as crianças devem estar dispostas em um círculo. Elas podem estar de pé ou sentadas. Uma delas deve estar fora da roda e com os olhos tampados. Ela deve cantar “Batata quente, quente, quente, quente…” em ritmo alternados para que as outras passem a bola. Quando ela disser “queimou”, quem estiver com a bola em mãos é eliminado.

 

BOLICHE

Faça os pinos com garrafas pet, cheias até a metade. Depois, com uma bola, o jogador deve tentar derrubá-las. Em cada rodada, o participante pode tentar duas vezes.

 

CABO DE GUERRA

Divida as crianças em dois times. Cada um ficará de um lado do campo e segurando um lado da corda. Ao sinal, cada time puxa para o seu lado, com toda força. Ganha a equipe que ficar por pelo menos um minuto com a maior parte da corda. Também pode ser traçada uma linha entre os times que devem ter como meta, fazer o outro ultrapassar a linha, invadindo seu espaço e assim, ser eliminado.

 

CAÇADA AO TESOURO

Deixe uma prenda escondida em algum lugar do ambiente. Em locais diferentes, coloque papéis que contenham as pistas que levarão ao tesouro. A primeira deve levar os participantes à segunda e assim sucessivamente até chegar na última, que será o prêmio. Esse jogo pode ser individual ou em equipe.

 

CAMPO DE BATALHA

Brincar de polícia e ladrão com o pai no comando é o máximo. As almofadas do sofá viram trincheiras, os travesseiros são escudos, e o que aparece pela frente acaba usado como munição. Depois resolvem com a mamãe quem arruma a bagunça!

 

CONTAR HISTÓRIAS

Criar historinhas ou ler bons livros de histórias clássicas é empolgante e envolvente.  Além da leitura, ouvir os comentários da criançada sobre os personagens, o que aconteceu torna o momento mais divertido.

 

CORRE-CUTIA

Os participantes devem sentar em uma roda e um participante fica de pé, com um lenço na mão. Enquanto todos cantam a canção “Corre cutia na casa da tia”, o participante dá voltas por trás dos que estão sentados. No fim da música, ele coloca o lencinho atrás de alguém, que deve sair correndo atrás dele. Ou o pegador pega o fugitivo ou o fugitivo se senta no lugar que está vazio no círculo, o que vai transformar o pegador no próximo a dar voltas com o lencinho.

 

CORRIDA DE CANGURU

Os jogadores se dividem em duas equipes e formam filas indianas. Dado o sinal da largada, a criança do início da fila coloca uma bola entre os joelhos e avança aos saltos até a linha de chegada; depois retorna e entrega à bola ao participante seguinte. O time vencedor será aquele em que todos os jogadores completarem o percurso primeiro.

 

CORRIDA DE TRÊS PERNAS

As crianças devem se dividir em dois times, e dentro dos times em pares, em que um amarra sua perna direita à perna esquerda do outro. A um sinal, os primeiros têm que correr, cruzar a linha de chegada, voltar e tocar a próxima dupla, e assim por diante.

 

COSTAS COM COSTAS

Uma das crianças é escolhida como perseguidor. As demais devem se dividir em duplas, e ficar um de costas para o outro e com os braços enganchados. A um sinal do perseguidor, todas as duplas se desfazem e devem procurar novos parceiros. O jogador que sobrar é o novo perseguidor. (Para o jogo o numero de participante deve ser acima de 7 e em número ímpar).

 

DANÇA DAS CADEIRAS

Separe algumas cadeiras, de acordo com o número de pessoas, menos um. Em uma fila indiana, os participantes devem circular pelas cadeiras, com as mãos para trás e ao som de uma música. Quando a música parar, elas devem se sentar na cadeira mais próxima. Quem ficou de pé é eliminado e uma cadeira deve ser retirada. Vence quem sentar na única cadeira que restar.

 

DETETIVE

Para essa brincadeira, você vai precisar escrever num papel a inicial A (de assassino), em outro D (de detetive) e os outros com o V (de vítima) – some todos os participantes e subtraia dois para saber quantas vítimas o jogo terá. Misture e deixe cada criança pegar um papel e só a criança deve saber quem é (Assassino, Detetive ou Vitima). O assassino precisa “matar” o maior número de vítimas e, para isso, ele deve piscar discretamente para as pessoas. Quando as vítimas forem atingidas, elas devem dizer “morri” e abaixar a cabeça. Caso o detetive perceba as piscadas, ele deve dizer ao assassino: “Preso em nome da lei”.

 

DICIONÁRIO

Pegue um dicionário, abra numa página qualquer e leia em voz alta para as crianças a definição de uma palavra aleatória. O primeiro jogador que adivinhar a palavra marca um ponto. O vencedor será o primeiro que marcar 10 pontos.

 

ESCOLINHA

O “professor” faz uma lista de perguntas. Os outros jogadores ficam no degrau de uma escada. A cada resposta certa, o jogador sobe um degrau.

 

ESTÁTUA

Uma das crianças é escolhida como o chefe e as outras devem estar posicionadas de frente para ele. O chefe designa qual será a estátua. Pode ser de cachorro, passarinho, gato, cobra… Quem está no comando escolhe a estátua mais bonita, mais feia ou mais engraçada. Pode-se também colocar uma música para tocar e quando o chefe aperta o stop, todos param. O chefe vai a cada jogador e os provoca. Quem se mexer ou rir, perde!

 

FAZER CABANA NA SALA

Está para nascer a criança que não gosta de brincar numa cabana na sala. E se o papai assumisse a tarefa de montar a cabana? E se ela se tornar o cantinho das historinhas?

 

JOGOS DE TABULEIRO

São vários os jogos de tabuleiro disponíveis que podem proporcionar bons momentos entre pais e filhos. Além de auxiliar no desenvolvimento do raciocínio lógico, são excelentes veículos para demonstrar e ensinar sobre a competitividade saudável.

 

MONTAR QUEBRA-CABEÇA

Podemos brincar de quebra-cabeça com crianças muito pequenas e também com as mais velhas. Neste caso, quando os jogos passam a ter mais peças uma dica é montar em uma bandeja para que possa ir montando aos poucos, podendo levar para diferentes cômodos da casa.

 

MÍMICA

Divida as crianças em dois times. Um participante deve se dirigir ao grupo adversário, que irá falar alguma palavra. A criança tem três minutos para representar, apenas com gestos, e o seu time deve adivinhar. O time que acertar mais, ganha.

 

MORTO-VIVO

Coloque as crianças em uma fila. Uma delas (que precisa estar fora da fila) ou o papai ou a mamãe, fica de frente. Quando disser “morto”, as que estão na fila devem se abaixar. E quando for “vivo”, elas precisam estar de pé. O condutor deve ir alternando as palavras e a velocidade. Quem errar, está fora da brincadeira.

 

O OBJETO OCULTO

Um participante (O mestre) escolhe um objeto que está à vista no ambiente, diz a cor dele e espera que os outros jogadores o encontrem. Caso não acertem, ele pode dar outras dicas. O primeiro que achar o objeto será o mestre da próxima rodada.

 

PULAR CORDA

Duas crianças seguram a corda, uma em cada ponta, e fazem com que ela gire. Os outros participantes precisam pular a corda, que está em movimento. Isso pode ser feito com batidas lentas ou muito rápidas. Sai do jogo quem tropeça na corda. Também dá para pular em grupo, entrando um de cada vez ou todos juntos.

 

PULAR ELÁSTICO

Separe por volta de 2 metros de elástico de roupa e dê um nó unindo as pontas. Duas crianças devem ficar de pé, frente a frente, com o elástico em volta dos tornozelos, formando visualmente um retângulo. Uma terceira criança tem de fazer uma sequência de saltos, começando de um lado do retângulo, indo para o outro, e pisando sobre o elástico. Depois do término de cada sequência, a altura do elástico vai aumentando gradativamente.

 

PULA-RIO

Estique duas cordas no chão, paralelamente, com intervalo de 50 centímetros entre elas. Esse espaço representará o rio. Os participantes devem fazer uma fila de um lado do rio, e um por vez, saltarem para o outro lado. A cada rodada, aumente a largura do rio. São eliminadas as crianças que “caírem na água”. O que sobrar, vence.

 

QUEM SOU EU?

Os jogadores devem ficar numa roda, e cada um escolhe o nome de uma celebridade, personagem de filme ou desenho, ou mesmo do convívio delas, escreve num papel e gruda na testa do participante da direita, sem que ele veja. Cada participante faz perguntas para os outros jogadores sobre o que ela é. Por exemplo: eu sou uma mulher? E os jogadores só podem responder sim ou não. A criança então tem uma chance de dar um palpite. Ganha quem acertar primeiro.

 

SOLTAR PIPA

Nada mais empolgante para a criança como ela mesma construir seu próprio brinquedo, e isso é o que acontece com as pipas. Desenhar, montar, pôr a rabiola e esperar pelo vento mais forte faz esse momento ser inesquecível.

 

STOP

Cada participante pega uma folha sulfite e divide em 5 colunas denominadas: nome, cidade, país, animal e vegetal. A cada rodada, um participante escolhe uma letra. Quem preencher primeiro todos os campos, com uma palavra para cada coluna, começando com a letra determinada, deve dizer Stop e todos os outros param de escrever. A cada resposta igual os participantes levam 5 pontos, 10 pontos para cada palavra diferente e zero caso não escreva nada.

 

TORNEIO DE ADIVINHAÇÕES

Brincar de adivinhações é excelente porque é uma brincadeira rapidinha que pode ser feita em qualquer lugar. O que é, o que é e em seguida as dicas… Pode ser um animal, pessoa, coisa, lugar. É um bom passa tempo e estimula o raciocínio lógico e rápido.

 

TORNEIO DE VIDEOGAME

Nós sabemos que passar muito tempo jogando não é legal, mas dá para abrir exceções quando pai e filho querem se desafiar em jogos eletrônicos.

 

TROCA-LETRA

Uma das crianças propõe uma palavra de quatro letras. O primeiro jogador deve formar uma palavra nova a partir daquela, mudando apenas uma letra, e assim sucessivamente. Exemplo: lata – pata – mata – mala – tala. Quem não bolar uma palavra em 30 segundos, ou repetir uma que já foi, é eliminado.

 

TUDO O QUE O SEU MESTRE MANDAR…

Um participante deve ser nomeado o mestre, que fica em frente aos demais, e ordena que imitem os seus gestos, dizendo: “O mestre mandou…”. Porém, só devem ser imitados os gestos que sejam antecedidos da frase, o mestre mandou… O jogador que imitar sem ouvir “o mestre mandou”, é eliminado.

Categorias
Bem estar e Saúde

PAI – OS CUIDADOS NECESSÁRIOS COM NOSSO HERÓI

O dia dos pais está chegando e sem dúvida umas das nossas maiores preocupações é o bem-estar físico do nosso herói. Mas, sabemos que existem alguns assuntos que deixam os homens relutantes e um deles, sem dúvida, é a visita ao médico. Lamentavelmente, essa falta de atenção com a própria saúde faz com que, muitas vezes, eles se deparem com problemas que poderiam ter sido tratados em estágio inicial ou evitados com simples check-ups de rotina. Segundo o IBGE, essa falta de cuidados afeta diretamente na expectativa de vida do homem que é de 72,8 anos, enquanto que a das mulheres é de 79,9 anos.

Envelhecer é um processo normal, mas isso deve acontecer de maneira natural e sem patologias que possam afetar a qualidade de vida. Por essa razão, os cuidados com a saúde devem começar cedo e a ida ao médico, em visitas periódicas, devem se tornar um compromisso ao longo da vida.

 

DOS 13 AOS 20 ANOS

Nesse período de transição do adolescente fase a vida adulta, a preocupação dos pais deve se voltar à orientação sobre o início da vida sexual e ao uso de preservativos para prevenir doenças sexualmente transmissíveis e uma gravidez indesejada. Além disso, os especialistas esclarecem que em se tratando de um rapaz saudável, antes dos 20 anos de idade, não existem maiores preocupações com a saúde, já que doenças mais sérias são mais difíceis de aparecer nessa idade e que existe somente a necessidade de fazer exames de rotina, como sangue e urina.

No entanto, A partir dos 15 anos, os homens devem fazer o autoexame dos testículos e observar a região para constatar a alterações como nódulos, veias protuberantes ou crescimento anormal do testículo, pois a incidência para o câncer de testículo é grande nessa idade.

 

DOS 20 AOS 30

Nesse período não existem grandes mudanças no organismo do homem, no entanto, principia-se a necessidade de dar mais atenção aos exames que detectam doenças sexualmente transmissíveis, como HIV e hepatite B, pois essa é a fase onde a atividade sexual é plena. Essas são doenças requer rápido diagnostico para que o tratamento possa aumentar as chances de o paciente ter uma vida saudável e com o mínimo de sintomas.

O estilo de vida também determina muito as necessidades de atenção e cuidados a saúde, pois existem patologias que são adquiridas com maus hábitos alimentares, vícios e até mesmo o sedentarismo. Por isso, nessa fase, alguns exames tornam-se necessários em um check up:

  • Colesterol e triglicerídeos
  • Dosagem de hormônios da tireoide
  • Exame de urina
  • Glicemia em jejum
  • Hemograma
  • Radiografia de tórax
  • Sorologia para DSTs
  • TGO e TGP (função hepática)
  • Ultrassom abdominal

 

Para que possamos compreender a importâncias dos exames, seguem algumas patologias que são diagnosticas nos dois mais solicitados.

 

HEMOGRAMA

O hemograma pode auxiliar no diagnóstico de uma grande variedade de doenças e problemas de saúde, tais como:

  • Alterações do sistema imunológico,
  • Câncer,
  • Doença cardíaca,
  • Hemorragias,
  • Processos infecciosos e inflamatórios,
  • Reações a medicamentos e tratamentos.

 

URINA

A presença de elementos anormais no sedimento urinário deve estar relacionada a algum tipo de doença do sistema urinário ou doenças sistêmicas. Sendo assim, o exame pode detectar:

  • Desidratação,
  • Diabetes,
  • Doenças por defeitos metabólicos,
  • Hipertensão arterial,
  • Infecções renais (pielonefrites),
  • Infecções urinárias baixas (cistites),
  • Litíase renal (pedras nos rins),
  • Nefrites,
  • Tumores.

 

DOS 30 AOS 40 ANOS

Com o avanço da idade nos tornamos mais propensos a algumas doenças e, infelizmente, patologias relacionadas ao estilo de vida e hereditariedade tornam-se mais comuns. Além disso, os hábitos citados acima, o estresse da vida profissional também passa a contribuir significativamente no comprometimento da saúde. Portanto, antecipar-se a possíveis patologias torna-se cada vez mais necessário e por essa razão, os check ups passam a ser aliados indispensáveis.

Exames como o hemograma, urina e outros que são recorridos para analises periódicas de indicadores que possam alertar quanto a patologias comuns a essa faixa etária passam a ser imprescindíveis, principalmente para homens com histórico de obesidade, diabetes, hipertensão ou aqueles que não dispensam saber sobre seu estado de saúde.

 

DOS 40 AOS 50 ANOS

Infelizmente, o derrame e o ataque cardíaco está se tornando uma ameaça para homens nessa faixa etária, principalmente porque estão relacionados ao estilo de vida. Avaliar o fluxo de sangue e buscar o aparecimento de coágulos e oclusões nas artérias passa a ser indicado e isso torna a visita ao médico um compromisso anual para que os riscos possam ser reduzidos ou até mesmo extintos. Além do mais, após os 40 começam os distúrbios hormonais e o acompanhamento por especialista apto ao tratamento dessas alterações também é necessário. Além dos exames de rotina, é fundamental acrescentar os seguintes:

  • Dosagem de PSA,
  • Dosagem de testosterona,
  • Eletrocardiograma,
  • Exame de próstata (toque retal).

 

No entanto, se o homem possui histórico familiar relacionados com problemas cardíacos ou circulatórios, é indispensável acrescentar:

  • Ultrassom das carótidas,
  • Ecocardiograma,
  • Raio-x do tórax e
  • Ultrassom do coração.

 

É também nessa época da vida do homem que podem surgir distúrbios no desempenho sexual. Dificuldade em ter e manter ereções e a ejaculação precoce. O fato deve ser relatado ao Urologista, pois a maioria dos casos é resolvida com tratamento clinico.

 

ACIMA DOS 50 ANOS

Com o avanço da idade, o número de células em nosso organismo diminui e algumas funções são afetadas. Essa estrutura microscópica que formam cada parte de nosso corpo, infelizmente perde a capacidade de se renovar e isso acarreta em perda de massa muscular, densidade óssea, de neurônios, entre outras. Por isso o acompanhamento médico no transcorrer de uma existência é de suma importância, pois pode garantir uma terceira idade com qualidade de vida.

Além de todos os cuidados já mencionados, a partir dos 50 anos, é indicado realizar anualmente exames para detectar o câncer de próstata, pois é nesta fase que o risco da doença aumenta. O Urologista irá buscar meios de prevenir e diagnosticar precocemente o câncer e essa avaliação se dá com os seguintes exames:

  • Toque retal,
  • Ultrassonografia,
  • Exame de sangue (PSA),
  • Colonoscopia.

 

É válido mencionarmos que, com o tempo, lesões não tratadas, podem acarretar no surgimento de câncer no cólon e no reto e por isso, mesmo sem patologias aparentes, o exame abaixo também deve ser feito nessa fase.

  • Pesquisa de sangue oculto nas fezes

 

Outro de grande importância, pois ele pode auxiliar no diagnóstico de glaucoma, degeneração macular, retinopatia diabética, oclusões vasculares, retinopatia hipertensiva e edema de disco-óptico, entre outras, é o:

  • Exame de fundo de olho

 

Com base em tudo que foi descrito, percebemos que a prevenção é imprescindível quando se objetiva envelhecer com qualidade de vida. Existem diversos males silenciosos que agravam com o passar dos anos e, por essa razão, temos que incentivar nossos pais a ter um acompanhamento médico, pois vê-los com saúde e sempre bem dispostos nos deixa muito felizes.

Categorias
Bem estar e Saúde

A CORRIDA MUNDIAL PELA VACINA CONTRA O CORONAVÍRUS

O receio do contágio pelo coronavírus nos fez mudar hábitos e fazer tudo o possível para evitar que o vírus seja disseminado com mais rapidez, enquanto profissionais da área de saúde trabalham incansavelmente para cuidar dos doentes e os pesquisadores correm para encontrar a vacina que possa restaurar nossa segurança e liberdade de ir e vir.  Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), estão sendo desenvolvidas 166 vacinas contra o Covid-19, onde 24 em estágio avançado de estudo, já estão sendo testadas em humanos, inclusive as duas que estão concluindo as pesquisas no Brasil. O prazo para liberação dessa tão esperada vacina está sendo estimado entre 10 a 16 meses, o que pode ser visto como recorde, pois até a atualidade, a vacina que durou menos tempo para ser criada foi a da caxumba que levou, aproximadamente, quatro anos para ficar pronta.

 

COMPREENDENDO AS ETAPAS DOS TESTES DA VACINA

Para que os testes em humanos possam começar, os experimentos de imunização passam por algumas fases em laboratório onde a vacina é testada em cobaias. Após ser verificada sua segurança e eficácia, começam os testes em voluntários e essa fase, chamada fase clínica, é composta por três (3) etapas:

1: Avaliação preliminar da segurança do imunizante que é feita com um pequeno número de voluntários composta de adultos saudáveis, também é nesse momento em que se compreende o tipo de resposta que o imunizante produz no corpo.

2: Ocorre a ampliação do estudo e a vacina é administrada em centenas de pessoas com idade e saúde física semelhantes àquelas para as quais a nova vacina é destinada. Essa é a fase onde é verificada a segurança, capacidade de proteção, dosagem e como a vacina deverá ser aplicada.

3: Para finalizar a avaliação, são feitos testes em milhares de indivíduos onde é atestada a eficácia e segurança da vacina, além de averiguar a durabilidade da proteção. Só após essa fase é que o registro sanitário pode ser requerido.

A aprovação da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), órgão vinculado ao Ministério da Saúde, se faz necessário para que o ensaio clínico no Brasil possa ser realizado, assegura a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no entanto, quanto aos voluntários, os mesmos são de responsabilidade dos centros de pesquisa.

 

VACINAS EM TESTES NO BRASIL

A VACINA DE OXFORD (REINO UNIDO)

Segundo os cientistas, a ChAdOx1 nCoV-19, considerada a  mais adiantada no mundo e a mais avançada em termos de desenvolvimento, conseguiu induzir resposta imune, até 56 dias depois de ser aplicada, tanto por anticorpos como também pelas células do sistema imune que são capazes de identificar e destruir outras células infectadas (as células T). As equipes da Universidade de Oxford, Reino Unido, e a da farmacêutica AstraZeneca, que trabalham em parceria no desenvolvimento dessa vacina, relatam que as respostas foram medidas em laboratório durante as duas primeiras etapas. No momento, com a terceira (3ª) etapa do estudo em andamento, é prevista a administração de doses em milhares de pessoas para que a eficácia e proteção sejam efetivamente contatadas.

 

O imunizante é desenvolvido através de método conhecido como vetor viral recombinante, elaborado a partir de uma variante enfraquecida de um adenovírus que provoca resfriado em chimpanzé, porém inofensivo em humanos, adicionado ao material genético usado na produção da proteína “spike” do Sars-Cov-2, proteína que o vírus usa para invadir as células e que também é alvo dos anticorpos produzidos pelo sistema imunológico depois da contaminação pela covid-19. O objetivo é que as células das pessoas imunizadas produzam a proteína S e seus organismos aprendam a reconhecer o vírus.

Sem ser informados, uma parcela dos voluntários vai receber uma vacina comumente usada contra meningite, que provoca sintomas parecidos. Este será o grupo de controle, usado para comparar e contrastar as duas vacinas. Todos serão monitorados por três semanas para qualquer mal-estar, farão exames de sangue constantes para determinar se a vacina está sendo eficaz em produzir uma resposta imunológica, além de manter a equipe diariamente informada através de um diário.

A vacina além de ser considerada segura teve como principais reações inchaço ao redor do local da injeção, febre, dores musculares, o que é comum em vacinas virais. E, segundo a reitora da Universidade de Federal de São Paulo (Unifesp), mantendo-se os resultados satisfatórios, a vacina de Oxford poderá ter o registro liberado em 2021.

 

SINOVAC (CHINA)

A terceira e última etapa do estudo da PiCoVacc (ou CoronaVac), vacina desenvolvida pela farmacêutica Sinovac Life Science do grupo Sinovac Biotech, que possui experiência na produção de vacinas contra febre aftosa, hepatite e gripe aviária, teve início neste 21 de julho e está sendo realizada pelo Instituto Butantan. Considerada promissora, a vacina será administrada inicialmente em 890 profissionais da área de saúde, voluntários do Hospital das Clínicas (HC), São Paulo.

No princípio da pandemia, a empresa conseguiu criar uma vacina que impediu que macaco-rhesus fossem contaminados pelo covid-19, como consta no estudo que foi publicado na revista científica Science no dia 6 de maio. Nele, os cientistas relatam que oito animais receberam duas doses da vacina CoronaVac e durante três semanas eles foram expostos ao coronavírus, sem que houvesse o contagio.

Em 16 de abril, na China, testes preliminares foram realizados em 144 voluntários adultos, os quais foram monitorados de perto para avaliar segurança. Na etapa seguinte, também na China, mais 600 voluntários adultos receberam doses da vacina para que a segurança pudesse ser um pouco mais avaliada e a resposta imune nos participantes verificada. Nesta última etapa do estudo, aqui no Brasil, a vacina que utiliza o vírus Sars-Cov-2 inativado (vírus morto ou por partes dele), mesmo método usado nas vacinas contra a hepatite e a influenza (gripe), o que reduz os riscos pelo fato do vírus não conseguir se duplicar no corpo, as doses serão administradas em 9 mil voluntários da área de saúde em 6 estados brasileiros.

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, ressalta que o Brasil pretende contribuir não só na fase de desenvolvimento da vacina CoronaVac, como também na produção e comercialização em território brasileiro. A Sinovac, que está construindo uma fábrica na China com capacidade para produzir 100 milhões de doses da CoronaVac por ano, diz que, ao firmar o convênio, o Instituto Butantan poderá assegurar que a população brasileira terá acesso a essa vacina.

 

O BRASIL COMO CAMPO DE ESTUDO

Um dos motivos para o Brasil ser um dos países a receber a pesquisas da vacina da Covid-19 é o fato do nível de contaminação em nosso país ainda estar alto. Diferentemente da Europa, ou da China, o vírus ainda está em plena expansão por aqui, e isso propícia as condições ideais para testar a eficácia de uma vacina. Além disso, somos o maior produtor de vacinas contra febre amarela e também reconhecidos por nossa experiencia no campo dos imunizantes, que são produzidos em larga escala em nossos institutos públicos de referência.

 

COM A APROVAÇÃO DA VACINA, QUEM VAI RECEBER PRIMEIRO?

O governo federal do Brasil fez parceria com a Universidade de Oxford e o laboratório AstraZeneca para receber a tecnologia da vacina contra o coronavírus (Sars-CoV-2). O acordo ainda prevê a compra antecipada dos componentes para a produção nacional de 30 milhões de doses e caso os estudos finais com o imunizante demonstrem eficácia e segurança, a matéria necessária para a fabricação de outras 70 milhões de doses também serão adquiridos.

Se tudo decorrer a contento, em outubro, vamos ter 100 milhões de imunizantes à disposição dos brasileiros que deverão ser usadas em um mesmo esquema de vacinação de gripe da rede pública.  Ou seja, as doses serão administradas em idosos, crianças, grávidas, puérperas, profissionais da saúde, indígenas, professores, doentes crônicos, pessoas privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional e caminhoneiros. Pessoas que estão dentro do grupo de risco, que tem mais chances de entrar em contato com o vírus e que, assintomáticas, podem transmiti-lo para um número maior de indivíduos.  No entanto, com a produção em nosso país, as autoridades vão ampliar o acesso a mais grupos.

 

Ambas as vacinas, visam implantar uma espécie de memória celular capaz de ativar a imunidade daquele que tenha sido vacinado e entre em contato com o coronavírus ativo. O que diferencia os imunizantes produzidos pelo laboratório chinês Sinovac e a universidade britânica Oxford, é principalmente a tecnologia usada na produção. Enquanto a chinesa recorre a uma tecnologia tradicional, usada na produção de vacinas já aprovadas e em uso, Oxford, por sua vez, faz utiliza uma tecnologia que poderá se tornar uma evolução na produção de vacinas, no entanto, precisará ter o seu processo produtivo validado.

Levando-se em consideração a urgência por uma vacina contra o Covid-19, especialistas acreditam que os dados preliminares agregados a um percentual de êxito de no mínimo 75 a 85% nessa última etapa dos estudos sejam o suficiente para a validação do produto pelas agências regulatórias. Como também, se o trabalho trouxer primeiros resultados positivos na prevenção da infecção, é provável que a Anvisa libere sua distribuição e siga acompanhando a evolução da pesquisa, já que esperar pela “imunidade de rebanho” será uma catástrofe, pois é necessário que pelo menos 70% de uma população seja infectada para que essa imunidade seja adquirida.

Categorias
Bem estar e Saúde

CAMPANHA: MÁSCARA SOLIDÁRIA SOLUMEDI

Como estar indiferente diante das dificuldades de tantas famílias que sofrem de forma mais incisiva os impactos econômicos da pandemia? É fato que uma parcela da população teve que se adaptar e recorrer a ajustes para que o necessário não falte em suas residências enquanto a instabilidade rege o momento e a incerteza supõe o futuro. No entanto, é observando os efeitos devastadores que o vírus está causando no mercado de trabalho que percebemos o outro lado da face cruel dessa pandemia, pois já está faltando alimento em muitos lares brasileiros.

Sendo a saúde e o bem-estar do cidadão a válvula propulsora da família SOLUMEDI, a questão não podia ser ignorada e o amparo negado, pois em se tratando de fome o socorro deve ser imediato. Diante do fato, algumas unidades se mobilizaram e convocaram a todos para participar da campanha #MÁSCARA SOLIDÁRIA SOLUMEDI, onde aquele que doa alimentos ou agasalhos recebem uma máscara de tecido.

Para melhor expor a campanha, convidamos quatro franqueadas para nos narrar como é promover uma ação onde a solidariedade e a empatia traduzem todo contexto.

 

 

DENISE GIMENEZ

SOLUMEDI CAMPO MOURÃO

 

O QUE LHE MOTIVOU A CRIAR A CAMPANHA? –  O momento que vivíamos no início da PANDEMIA, a população precisava proteger uns aos outros, e quanto mais cedo conseguíssemos poder sai de casa com um pouco mais de segurança seria melhor, até mesmo pra atividades necessárias como ir ao mercado, banco e poder trabalhar. Então pensamos, temos que participar de alguma forma, além de arrecadar os alimentos distribuímos muitas máscaras.

COMO SE VÊ DIANTE DE TODA SITUAÇÃO QUE A PANDEMIA PROVOCA? – Ainda impotente, pois como pessoa tento cumprir o máximo do protocolo de segurança e distanciamento, mas ainda faltam muitas ações do Estado e da Sociedade como um todo para conseguirmos passar por isso com maior rapidez e menos mortes. Como empresária, me sinto insegura muitas vezes ao perceber que o mercado ainda vai permanecer instável por algum tempo, não sabemos o quanto.

O QUE ACHA DE CAMPANHAS DO GÊNERO? PARTICIPARIA DE OUTRAS? – Acho importantíssima a população, os empresários a sociedade indiscriminadamente participem e contribuam pra que unidos possamos passar por isso. Participaria com a maior dedicação de outras campanhas.

 

“A cada boa ação que você pratica, é uma luz que você ascende em torno dos próprios passos.” Chico Xavier

 

 

ELAINE ANDREASSA

SOLUMEDI CAMPO LARGO E FAZENDA RIO GRANDE

 

“O fato de poder ajudar a quem precisa, para mim, é gratificante! Gosto muito, e posso afirmar que essa não será a última campanha que vou participar. Sempre participei e vou continuar! Hoje, lamentavelmente quase ninguém se abraça ou segura a mão do outro, mas isso não nos impede de ser solidário… Além de estar sempre disposta a auxiliar, posso dizer que tenho a melhor equipe. Pessoas generosas que sempre se disponibilizam e contribuem para amenizar as necessidades do próximo.”

 

“As boas ações elevam o espírito e predispõem-no a praticar outras.” – Jean-Jacques Rousseau

 

 

ANDREA COLNAGHI BARRIOS

SOLUMEDI BALNEÁRIO CAMBORIÚ, ITAJAÍ E NAVEGANTES – SC

 

O QUE TE MOTIVOU A PARTICIPAR DA CAMPANHA? – Ajudar sempre fez parte da minha vida, faz bem para a gente levar um pouquinho de conforto pra quem precisa… a campanha fez com que, duplamente pudéssemos ajudar a população carente com agasalhos e com a troca das máscaras pela doação, contribuímos com a campanha nacional do uso obrigatório das mesmas. As campanhas sempre são válidas, proporcionam ajuda mútua, trazem bons resultados!! Nas próximas, podem sempre contar comigo!

 

COMO SE VÊ DIANTE DE TODA SITUAÇÃO QUE A PANDEMIA PROVOCA? –  Acredito que como a maioria da população, insegura com tanta informação, tentando conciliar a segurança física de todos que estão a minha volta com a financeira, pra manter as unidades em atividade, seguindo em frente com todos os cuidados possíveis e com a certeza que tudo vai dar certo e que ficaremos bem!

 

O QUE SENTE DIANTE DA REALIDADE ATUAL? – Acredito que nada acontece por acaso, que devemos sempre tirar o melhor proveito de tudo. Estamos vivendo um momento onde as coisas estão mudando de uma hora pra outra, temos que nos adaptar a cada dia, nos reinventar… Então, só nos cabe aceitar e achar a melhor maneira de lidar com o momento atual, até que voltemos a ter autonomia sobre nossas vidas.

 

“Tenha sempre bons pensamentos, porque os seus pensamentos se transformam em suas palavras.  Tenha boas palavras, porque as suas palavras se transformam em suas ações. Tenha boas ações, porque as suas ações se transformam em seus hábitos. Tenha bons hábitos, porque os seus hábitos se transformam em seus valores. Tenha bons valores, porque os seus valores se transformam no seu próprio destino.” – Mahatma Gandhi

 

 

DANIELA PASSOS

SOLUMEDI ITAPEMA

“O maior motivo dessa nossa participação na campanha foi para minimizar os impactos da COVID-19 em grupos de maior vulnerabilidade social. Em nossa campanha foram doadas 50 cestas básicas para famílias que eu mesma escolhi e não nosso município. Acredito que podemos fazer a diferença, tanto no lado social como oferecer nossa prestação de serviços com agilidade e qualidade das consultas e exames. Sempre estamos procurando formas de ajudar os outros em nossa rotina e acredito que campanhas como essa, facilita muito o acesso de pessoas que gostariam de contribuir também”

 

 

Não há como negar que a campanha #MÁSCARA SOLIDÁRIA SOLUMEDI é um exemplo de solidariedade e cidadania. Os exemplos das franqueadas nos mostra que tudo, muitas vezes, depende de atitude e empatia. A SOLUMEDI parabeniza a todos(as) pela iniciativa e belo gesto!!!

Categorias
Destaques Sem categoria

A SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA NO BRASIL

Em se tratando de um ser humano saudável, para manter a boa saúde, teoricamente, temos que beber no mínimo dois litros de água, ter uma boa alimentação, praticar exercícios físicos e fazer visitas periódicas ao médico. Seria até simples se a realidade social e econômica de todos os cidadãos fosse à mesma e que, independente da cor, todos tivessem os mesmos direitos. No entanto, é observando as condições de vulnerabilidade da maioria dos negros no Brasil que, mantidos à margem da sociedade, muitas vezes deparam-se com a desigualdade étnico-racial nos espaços públicos onde sofrem o racismo institucional, o que dificulta ainda mais o acesso a serviços de saúde de qualidade.

Como exemplo, podemos citar o de muitas jovens negras grávidas que acabaram por fazer parte da triste estatística de 60% das mortes maternas no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. E, como se não bastasse, quando vencem o desafio da gravidez e do parto em ambientes onde parecem invisíveis, elas ainda enfrentam a angustia de não querer ver seu filho fazer parte da maior taxa de mortalidade neonatal, que é a de crianças negras.

O Dia Nacional de Mobilização Pró-Saúde da População Negra, 27 de outubro, iniciativa da Rede de Controle Social do Ministério Público, tem como objetivo mobilizar os profissionais de saúde à Política Nacional de Saúde Integral da População Negra, promover a equidade e fazer com que os mesmos atentem ao racismo e seu impacto sobre a saúde mental do cidadão. No entanto, mesmo diante de algumas ações do governo, ainda são comuns as desigualdades étnico-raciais e o racismo institucional em hospitais, postos de saúde e UPA’s. Dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), que é realizada em domicilio e de âmbito nacional, onde foi contatado que o acesso pela população negra ao sistema público de saúde é menor do que o da população branca. Além do fato, perto de 27% dos negros e pardos entrevistados se sente ou já se sentiram discriminados no serviço de saúde.

 

A SAÚDE MENTAL DA POPULAÇÃO NEGRA

Levando em consideração a vulnerabilidade social a os ataques raciais que o cidadão negro enfrenta todos os dias, não é incomum se deparar com homens, mulheres, jovens e crianças negras afetados emocionalmente, despertando preocupação com o estado da saúde mental dos mesmos.

“Crescendo em uma sociedade que ridiculariza e demoniza a negritude, a pessoa negra é levada a negar sua identidade racial e buscar de forma irracional se adaptar ao padrão imposto. No entanto, como alcançar este padrão é impossível para não-brancos, geram-se crenças persistentes de inadequação, desvalor, desamor e impotência, que são associadas à depressão e diferentes transtornos de ansiedade”, ressalta a psicóloga Jeane Tavares.

Engatilhados por diferentes tipos de violência e racismo, a triste realidade do negro se traduz em um índice nacional de suicídio de 55%, diz análise do Departamento de Apoio à Gestão Participativa e ao Controle Social do Ministério da Saúde (DAGEP/MS).

 

É POSSÍVEL MUDAR ESSA REALIDADE?

Apesar de não ser um processo fácil, especialistas ouvidas pelo Minha Vida, acreditam ser possível, mudar toda essa situação por meio de mobilizações sociais e reformulações que promovem a conscientização, como é o caso do Dia Nacional de Mobilização Pró-Saúde da População Negra.

Temos que ter consciência da necessidade de promover e priorizar a redução das desigualdades étnico-raciais, de combater ao racismo e à discriminação e estabelecer a equidade no acesso à saúde. Para isso, torna-se necessário:

  • Sempre inserir temas sobre racismo e saúde da população negra nos processos de formação e treinamento dos trabalhadores da área de saúde,
  • Implantar programa integral de acompanhamento da saúde da população negra em todas as fases do ciclo de vida,
  • Monitorar e avaliar as ações pertinentes ao racismo e as desigualdades étnico-raciais no campo da saúde,
  • Desenvolver campanhas informativas e educativas que desconstruam estigmas e preconceitos e que fortaleçam uma identidade negra positiva e contribuam para a redução das vulnerabilidades.

Por mais doloroso que seja para vítimas ou testemunhas, diante de ocorrências, a melhor atitude é denunciar situações de racismo e negligência por profissionais da saúde, pois esse é um passo importante para a conscientização da sociedade.

 

IDENTIFICANDO A ATITUDE DE RACISMO E BUSCANDO AJUDA

Existe a necessidade de identificar, nas ocorrências, os casos de racismo e para isso, seguem abaixo alguns exemplos como parâmetro. Cabe ao cidadão, ao se deparar com desprezível situação, entrar em contato com Disque Saúde, pelo número 136 ou com o Centro de Valorização da Vida, que disponibiliza atendimento telefônico gratuito pelo número 188.

  • Se durante uma consulta notar que o exame foi realizado de forma agressiva, machucando ou apertando desnecessariamente partes do corpo; causando dor ou agindo de forma ofensiva, com gestos e palavras, denuncie!
  • Em ambulatórios, é comum que o paciente seja questionado e examinado pelo médico antes de receber uma medicação. Porém, se ela for negada sob a alegação de que “você é forte e aguenta”, “é apenas uma dor passageira” ou frases parecidas, que reduzem os sintomas e a dor, não deixe de relatar.
  • Ofensas racistas são mais fáceis de identificar, principalmente quando são explícitas. Criticar a cor da pele de uma pessoa é uma atitude que, além de ferir a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra, podem se configurar crime.
  • Médicos, enfermeiros ou qualquer outro profissional da saúde não podem negam atendimento ou deixar de realizar a consulta de maneira atenciosa com a população negra pelo fato dela ser negra, isso fere as diretrizes da Política Nacional e pode ser denunciado.
Categorias
Bem estar e Saúde

EFEITOS PSICOLÓGICOS DA QUARENTENA

Na história não existe nada que ateste a origem da quarentena, no entanto, o período de reclusão por 40 dias já foi um recurso adotado várias vezes na contensão de doenças que desafiam a humanidade. Salientamos o inicio da peste negra, na Idade Media, quando viajantes que chegavam de regiões onde existiam casos da doença foram isolados. Tais medidas também adotadas pelo governo britânico, no século XVIII, com o intuito de conter a propagação do mesmo mal. A quarentena posteriormente voltou a ser usada no controle de doenças como hanseníase, cólera, ebola, febre amarela, tifo, SARS-CoV em 2002-2003 (com origem na China), influenza-H1N1 em 2009-2010 (com origem no México), e atualmente, medida imposta a um terço da população mundial, por razão da pandemia do Covid-19.

 

QUARENTENA

Reclusão aos indivíduos sadios pelo período máximo de incubação de uma doença contagiosa, considerando a data do último contato com um caso clínico, portador ou fonte ambiental da infecção.

Mesmo em se tratando de um isolamento preventivo, porém prolongado, o que podemos esperar dos efeitos psicológicos em indivíduos acostumados à vida social, a liberdade de ir e vir? E o que dizer daqueles que estão abusando do álcool? Vítimas de um inimigo invisível aos olhos, nos restou à clausura em nossos lares e pouco tem se discutido sobre os impactos desse cerceamento e nem mesmo sobre possíveis formas de atenuá-los.

A quarentena, mudança da rotina, limitação da mobilidade, medo de infecções, frustração, tédio, falta de suprimentos, informações limitadas, perdas financeiras. São vários os fatores estressores! E, lamentavelmente não existem formas acessíveis e rápidas de como melhor compreender e lidar com a avalanche de sentimentos ruins e, principalmente, como impedir que esses sentimentos, leve a depressão e ao suicídio.

 

EFEITOS PSICOLÓGICOS

Não podemos negar que a quarentena é um dos meios mais eficientes de impedir a transmissão do vírus, no entanto, com meses de quarentena já é possível perceber que muitos estão sendo afetados emocionalmente e, no momento, cuidar de nossa saúde mental, passa a ser um grande desafio.

Possíveis consequências da quarentena que tendem aumentar sob tensão e se manifestar de forma mais intensa:

  • Ansiedade
  • Incerteza sobre o futuro
  • Insônia
  • Irritabilidade
  • Medo (De morrer, perder pessoas queridas, se contaminar)
  • Raiva
  • Sensação de falta de controle
  • Solidão
  • Tristeza

 

ESTRESSE PÓS TRAUMÁTICO

Analisando todo contexto, não há como deixar de citar o Estresse Pós Traumático (TEPT) que é um distúrbio da ansiedade caracterizado por um conjunto de sinais e sintomas físicos, psíquicos e emocionais, em decorrência de o portador ter sido vítima ou testemunha de situações traumáticas que representaram ameaça à sua vida ou à vida de outros. O que é o caso dos profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao vírus.

Levando em consideração a pandemia, levantamentos feitos entre 16 e 21 de março por especialistas da área psiquiátrica da Universidade de Oxford-Inglaterra, que posteriormente foi comparado com uma segunda amostra na última semana de abril, mostrou dados impactantes do ponto de vista da saúde mental para o curto período de pesquisa.

 

A DEPRESSÃO

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) são mais de 264 milhões de pessoas com depressão no planeta e só no Brasil são 12 milhões. Número que, segundos especialistas, certamente aumentará após essa pandemia de covid-19.

Pessoas com depressão apresentam deficiência de substâncias cerebrais como Noradrenalina, Serotonina e Dopamina, chamadas de neurotransmissores. Eles estão envolvidos na regulação da atividade motora, apetite, sono e humor. Também é valido ressaltar que situações estressantes podem desencadear episódios depressivos naqueles que tem uma predisposição genética a desenvolver a doença.

 

FATORES QUE PODEM CONTRIBUIR PARA O DESENVOLVIMENTO DA DEPRESSÃO

  • Ansiedade crônica;
  • Conflitos conjugais;
  • Dependência de álcool e drogas ilícitas;
  • Disfunções hormonais;
  • Doenças cardiovasculares, endocrinológicas, neurológicas, neoplasias;
  • Estresse crônico;
  • Histórico familiar;
  • Mudança brusca de condições financeiras e desemprego;
  • Transtornos psiquiátricos correlatos;
  • Traumas psicológicos.

 

SINTOMAS DA DEPRESSÃO

APETITE

Falta de apetite, no entanto, existem algumas casos onde pode ocorrer aumento do apetite, com maior interesse por carboidratos e doces;

 

HUMOR DEPRESSIVO

Sensação de tristeza, autodesvalorização e sentimento de culpa;

 

INSÔNIA OU SONOLÊNCIA

A insônia geralmente é intermediária ou terminal. A sonolência está mais associada à depressão chamada Atípica;

 

RETARDO MOTOR

Falta de energia, concentração, memória, de vontade e de iniciativa.

 

DICAS PARA SE MANTER ATIVO E SAUDÁVEL 

  • Diminuir as doses diárias de cafeína;
  • Evitar o consumo de álcool;
  • Leitura de livros;
  • Manter horários e rotinas;
  • Não usar drogas ilícitas;
  • Praticar atividade física regularmente;
  • Realizar exercícios de relaxamento (respiração, meditação, entre outros);
  • Rotina de sono regular;
  • Ter uma dieta equilibrada;
  • Tirar um tempo para o lazer (como por exemplo, assistir filmes ou séries)
  • Vestir-se com outras roupas, ao invés de utilizar apenas pijamas.

 

O SUICÍDIO

Existe uma trágica e crescente ocorrência que, lamentavelmente, está sendo ignorada na pandemia deste novo vírus: o aumento do suicídio. Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) o  atendimento a casos de suicídio e de tentativa de suicídio aumentou significativamente em muitos estados brasileiros.

No momento em que estamos vivendo, existem vários fatores que podem levar à depressão e, em última instância, ao suicídio, e um dos principais é a incapacidade das pessoas de lidar com a situação. O fato torna necessário saber quais são as pessoas em maior risco para que possam receber a ajuda e a atenção necessária.

 

FATORES DE RISCO

ISOLAMENTO SOCIAL

O isolamento pode produzir pensamentos depressivos e até mesmo suicidas, principalmente em pessoas com algum transtorno mental; e também idosos que vivem sozinhos.

 

ECONOMIA

A instabilidade financeira e a falta de poder aquisitivo são fatores extremamente estressores, e como é esperado que uma nova recessão econômica suceda a crise de saúde pública, o desemprego será a realidade de milhões que terão que lidar com a incapacidade de sustentar a si e sua família. Um futuro incerto e preocupante, pois fatores econômicos estão entre as principais causas de tentativas e até mesmo suicídios.

 

PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Só alguém da área para mensurar o nível de estresse, da pressão e ansiedade a que estão sendo submetidos esses profissionais. Não é apenas ir para o plantão, pois tudo começa com a pressão de se paramentar ao extremo, a de muitas vezes não poder atender as necessidades fisiológicas, de se alimentar, estar com a família, presenciar muitas vezes as pessoas morrerem sozinhas, o medo de contrair o vírus.

 

SERVIÇOS DE ATENDIMENTO/APOIO PSICOLÓGICO ONLINE E GRATUITO


Liga Nacional de Atendimento Psicológico Social Online

REGIÃO NORTE
(91) 99103-7089 / (91) 98436-4447 / (91) 98882-4248 / (91) 98376-8097 / (91) 99234-5955

REGIÃO SUDESTE
(11) 97632-1261 / (11) 99796-0983 / (11) 97642-9411 / (11) 97425-4728 / (11) 97338-2738

REGIÃO NORDESTE
(88) 9755-0959 / (88) 8818-5526 / (88) 9713-0407

REGIÃO SUL
(51) 9919-5972 / (51) 9937-4763 / (51) 8219-2987 / (51) 9962-1722 / (51) 9979-2036

REGIÃO CENTRO-OESTE
(61) 8405-6654 / (83) 8852-0900 / (61) 8122-6784

TODO BRASIL
188

Categorias
Bem estar e Saúde

O QUE É E COMO FUNCIONA A IMUNIDADE

IMUNIDADE

Mecanismo de defesa do organismo composto por órgãos, moléculas e células que interagem entre si e trabalham no combate a microrganismos como vírus, bactérias, protozoários, algas unicelulares, fungos e ácaros que possam favorecer ao desenvolvimento de doenças. Em suma, esse complexo e coordenado sistema imunológico é o responsável pelo equilíbrio e bom funcionamento do organismo!

Além da proteção que evita o surgimento de doenças, a imunidade pode impedir que uma doença progrida, atuando na identificação ou na destruição de células estranhas, danificadas ou mutantes, o que faz desse sistema grande aliado na prevenção do câncer. Uma atuação coordenada que começa com o reconhecimento do invasor, neutralização e ação de combate para garantir o bom funcionamento e o bem-estar do organismo.

 

CLASSIFICAÇÃO DA IMUNIDADE

IMUNIDADE INATA

Conjunto de formas de imunidade que nasce com o indivíduo, sem necessidade de introdução de substâncias ou estruturas exteriores. Ele está em perfeita ação nos indivíduos saldáveis, atua de forma rápida, evitando a entrada de microrganismos e combatendo os que conseguem penetrar em nosso organismo. A imunidade inata, resposta do organismo a um invasor, melhora a cada novo contato com esse mesmo agente.

Para que um micróbio ou outro parasita nos cause uma doença terá que vencer as:

BARREIRAS FÍSICAS

Responsáveis por impedir ou retardar a entrada de corpos estranhos no organismo que são a pele, pêlos e muco;

BARREIRAS FISIOLÓGICAS

Essas são barreiras como, por exemplo, a acidez do estômago, temperatura do corpo e citocinas que, além de impedir que o microrganismo invasor se desenvolva, também o elimina;

BARREIRAS CELULARES

Considerada a primeira linha de defesa, essa barreira é composta pelos neutrófilos, macrófagos e linfócitos NK, células responsáveis por destruir os microorganismos invasores por meio de anticorpos. Para cada tipo de proteína estranha que penetra o organismo, é produzido um tipo de anticorpo que adere ao invasor, neutralizando-o e facilitando a sua destruição.

 

IMUNIDADE ADQUIRIDA

Nosso sistema, após ser invadido por um patógeno, desencadeia processos através dos quais o organismo reconhece os agentes e os destrói de uma forma dirigida e eficaz. Todos os componentes moleculares que desencadeiam uma resposta específica são antígenos, tais como, moléculas superficiais de bactérias, vírus ou outros microorganismos, toxinas produzidas por bactérias ou mesmo moléculas presentes no pólen, pelos de animais e células de outras pessoas. Nesse caso os anticorpos criados nessa operação são específicos contra esses agentes invasores.

Apesar de atuarem juntas na defesa do organismo, a imunidade adquirida pode ser dividida em Humoral e Celular.

HUMORAL

Principal mecanismo de defesa contra microrganismos e é mediada por anticorpos produzidos pelos linfócitos-B.

CELULAR

Promove a destruição de microrganismos presentes em fagócitos ou das células infectadas e é mediada pelos linfócitos-T.

 

TIPOS DE IMUNIDADE ADQUIRIDA

A ESPONTÂNEA

São os anticorpos que nosso organismo fabrica ao entrar em contato com um agente infeccioso específico. Nesse processo podemos apresentar ou não os sintomas de doença.

A INDUZIDA

Criação de anticorpos através do processo de imunização através de vacinas.

 

CÉLULAS DO SISTEMA IMUNE

A imunidade é mediada por células responsáveis pelo combate a infecções, os leucócitos. Esses, por sua vez, são divididos em polimorfonucleares e mononucleares que possuem alguns tipos de células que desempenham funções distintas e complementares.

LINFÓCITOS

Células que normalmente estão mais alteradas durante infecções, uma vez que são eles que caracterizam a resposta imunológica. São três os tipos de linfócitos, o B, T e o Natural Killer (NK), que desempenham funções diferentes;

MONÓCITOS

Circulantes transitórios no sangue, esses podem ser diferenciados em macrófagos, são importantes para o combate ao agente agressor do organismo (Macrófagos = glóbulo branco que comem material estranho);

NEUTRÓFILOS

Em maiores concentrações no sangue, são as primeiras a identificar e atuar contra as infecções;

EOSINÓFILOS

Em menores quantidades no sangue, no entanto, sua concentração aumenta durante reações alérgicas ou em caso de infecções parasitárias, bacterianas ou por fungos;

BASÓFILOS

Circulam em menores concentrações, porém podem aumentar durante crises alérgicas ou inflamações prolongadas.

Essas células estão presentes no sistema imune e atuam de forma coordenada com o objetivo de combater o agente agressor, assim que o corpo é invadido por algum agente infeccioso.

 

TIPOS DE RESPOSTAS IMUNES

A produção de anticorpos é denominada resposta imune, que ocorre quando o organismo identifica a presença de algum antígeno:

RESPOSTA IMUNE PRIMÁRIA

Liberação no plasma sanguíneo de anticorpos específicos contra um determinado antígeno dias após a exposição a ele;

RESPOSTA IMUNE SECUNDÁRIA

A concentração de anticorpos e elevada ainda mais. Isso ocorre quando há uma nova exposição a um mesmo antígeno. Esse mecanismo está relacionado à memória imunológica, na qual células que já produziram anticorpos contra um determinado antígeno retêm essa informação e voltam a produzi-los, de forma ainda mais rápida.

 

ÓRGÃOS IMUNITÁRIOS PRIMÁRIOS

PRODUTORES DOS LINFÓCITOS

MEDULA ÓSSEA

Tecido mole que preenche o interior dos ossos. Local de produção dos elementos figurados do sangue, como hemácias, leucócitos e plaquetas.

TIMO

Glândula localizada na cavidade torácica, no mediastino. Sua função é o promover o desenvolvimento dos linfócitos T.

 

ÓRGÃOS IMUNITÁRIOS SECUNDÁRIOS

NESSES SÃO INICIADAS A RESPOSTA IMUNE

LINFONODOS

Pequenas estruturas formadas por tecido linfóide e que realizam a filtragem da linfa. Eles se encontram no trajeto dos vasos linfáticos e espalhadas pelo corpo.

BAÇO

Ele filtra o sangue, expondo-o aos macrófagos e linfócitos que, através da fagocitose, destroem partículas estranhas, microorganismos invasores, hemácias e demais células sanguíneas mortas.

TONSILAS

Constituídas por tecido linfóide e, ricas em glóbulos brancos.

APÊNDICE

Pequeno órgão linfático, com grande concentração de glóbulos brancos.

PLACAS DE PEYER

Acúmulo de tecido linfoide que está associado ao intestino.

 

CLASSIFICAÇÃO DA IMUNIDADE

ATIVA

O corpo busca maneiras de combater o microorganismo após a exposição ao mesmo ou a toxina produzida por ele. A imunidade é adquirida pelo organismo pela doença ou pela vacinação, criando assim, uma “memória”;

PASSIVA

Esse tipo de imunização pode acontecer pela transferência de anticorpos da mãe para o feto ou pela administração de anticorpos, via soro, no doente. Ou seja, o indivíduo recebe anticorpos prontos para combater determinados antígenos.

TRANSFERÊNCIA ADOTIVA

Ocorre, por exemplo, via transfusão sanguínea, quando há a  transferência de células do sistema imune.

 

FATORES QUE ENFRAQUECEM O SISTEMA IMUNOLÓGICO

  • Deficiência de vitamina C e D,
  • Depressão,
  • Diabetes (Principalmente descompensada),
  • Doenças autoimunes (Ex.: Lúpus),
  • Estresse,
  • Exposição prolongada ao sol,
  • Falta de atividades físicas,
  • Má alimentação,
  • Noites mal dormidas (sono não reparador),
  • Obesidade,
  • Paciente pós transplantados,
  • Portadores de câncer (Principalmente em tratamento)
  • Portadores de AIDS,
  • Portadores de imunodeficiências primárias,
  • Uso contínuo de alguns remédios imunodepressores como corticóides.

 

COMO FORTALECER O SISTEMA IMUNOLÓGICO

  • Comer pouco carboidrato,
  • Dormir bem,
  • Fazer uso de probióticos,
  • Manter as doenças crônicas bem controladas,
  • Manter o peso adequado,
  • Realizar atividades físicas regularmente,
  • Suplementar vitamina D, B12 e acido fólico quando necessário,
  • Tomar bastante água,
  • Tratar adequadamente a ansiedade, depressão, estresse e todas as doenças neuro-psiquiátricas,
  • Vacinar-se.
Categorias
Bem estar e Saúde

HÁBITOS QUE DEVEM SER MANTIDOS AO SAIRMOS DO ISOLAMENTO

Gradativamente o isolamento social está terminando e alguns hábitos tendem a ser mantidos após a pandemia. O simples ato de lavar as mãos, por exemplo, mesmo imprescindíveis, porém esquecido por muitos, teve sua importância restaurada e hoje se tornou uma grande aliado na prevenção da contaminação por muitos vírus e bactérias que põe em risco a saúde.

É perceptível que os profissionais estão ávidos para voltar às atividades. No entanto, precisamos estar cientes que manter hábitos saudáveis e responsáveis se faz necessário. É fato que a saúde e o bem-estar de todos são o mais importante, mas não podemos deixar que o receio ou o pânico façam parte de nossa rotina e tornem-se um obstáculo. Portanto, para que possa estar e se sentir mais seguro, atente para alguns hábitos que devem ser mantidos ou inseridos em seu dia-a-dia.

 

HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS E DOS ALIMENTOS

HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS

Lavar as mãos com água e sabão e ter sempre consigo o álcool em gel sempre que sair à rua para também higienizá-las passa a ser uma regra. A atitude é uma grande aliada para evitar a contaminação por vírus, bactérias e fungos.

 

HIGIENIZAÇÃO DAS COMPRAS

Se desejamos evitar a contaminação dos alimentos por bactérias e vírus transferidos em seu manuseio ou trazidos pelo ar, precisamos também tornar um hábito a higienização das embalagens quando chegarmos das compras.

 

HIGIENIZAÇÃO DE FRUTAS E VERDURAS

Não podemos esquecer de deixar as frutas e legumes (com casca) e verduras de molho em uma bacia com 1 litro de água com uma 1 colher de bicarbonato de sódio ou de água sanitária, por cerca de 15 minutos. Essa é uma recomendação básica de higiene!

 

HÁBITOS QUE AUXILIAM NA PREVENÇÃO

AO SAIR DE CASA

Como o vírus do covid-19 ainda está circulando, o uso de máscara é uma medida essencial para a proteção. Temos que ter prudência neste momento! A necessidade de nos proteger e proteger aos outros se faz necessária, principalmente se estiver com tosse ou algum outro sintoma de gripe… Enfim, todos devem usar a máscara! E isso se faz imprescindível para pessoas que façam parte do grupo de risco que, se realmente não puder manter o isolamento.

 

NO TRABALHO

O álcool em gel deve estar presente, preferencialmente em todos os ambientes, para constante higienização. Usar a máscara. Distanciamento de um a dois metros de um funcionário para outro.

 

AO CUMPRIMENTAR

Não podemos apertar as mãos, dar beijinhos ou abraços. No momento, um aceno, inclinar de cabeça, bater cotovelos ou pés serão atitudes suficientes e responsáveis.

 

NO ELEVADOR

Evitar usar elevadores cheios e após apertar os botões higienizar as mãos com álcool em gel.

 

A VOLTA PARA O LAR

Deixar sapatos ou sandálias em local preparado para os mesmos e calçar o que já estiver reservado para usar dentro de casa. Tomar banho e pôr as roupas para lavar.

 

EM CASA

Manter janelas abertas para que o ar possa circular, higienização constante da maçaneta e porta de entrada, como também de banheiros e cozinha.

 

SAÚDE FÍSICA E MENTAL

Foi constatado que o covid-19 se apresenta com mais gravidade em pessoas com a saúde mais debilitada, ou seja, com a imunidade baixa. Isso pode ser visto através de um hemograma completo, todavia, não sendo possível fazer o exame, temos que saber nos alimentar de forma a melhorar nossas defesas, beber no mínimo dois litros de água no dia e fazer exercícios físicos.

Além de cuidar do corpo, temos que manter os hábitos adotados para aliviar a ansiedade. Lidar com os próprios pensamentos e sentimentos e saber controlar os impulsos são atitudes fundamentais para uma mente mais saudável. Portanto, a meditação, boa alimentação, assistir series, ler bons livros, ou seja, se tudo isso faz bem, se ajuda a relaxar e distrair a mente, vale a pena manter!

 

5 CHÁS QUE FORTALECEM SUA IMUNIDADE

https://www.youtube.com/watch?v=KSyqcgQ5MY4

 

ALIMENTOS QUE AUMENTAM A IMUNIDADE

https://www.youtube.com/watch?v=f0hm5VeFjCQ

https://runnersworld.com.br/alimentos-que-aumentam-a-imunidade/